UFMS destina R$ 300 mil para fomentar pesquisas desenvolvidas por mulheres

Postado por: Marco Santos

A partir do dia 1º de maio, as pesquisadoras da UFMS podem submeter propostas no edital Mulheres na Ciência 2021. “Faço um convite a todas as pesquisadoras da nossa instituição que venham participar do edital Mulheres na Ciência 2021. As inscrições estarão abertas no Sigproj a partir do dia 1º de maio. Esse edital visa a uma participação mais efetiva e o fortalecimento da pesquisa desenvolvida pelas mulheres da  nossa Universidade. Em um momento de crise mundial, todos os recursos liberados são feitos com muito sacrifício, empenho e certeza da importância. Com essa ação, a UFMS diz a toda a sociedade que a mulher na Ciência é fundamental”, ressalta a pró-reitora de Pesquisa e Pós-graduação (Propp), Maria Lígia Macedo.

Neste ano, a Instituição destina até R$ 300 mil em auxílio para apoio à pesquisa científica e tecnológica, que podem ser utilizados para o pagamento de materiais de consumo, serviço de terceiros, diárias e passagens. De acordo com informações da Propp, os recursos financeiros são liberados à medida que as propostas são analisadas e aprovadas. O edital funciona em fluxo contínuo até 31 de outubro de 2021 ou até que os recursos financeiros sejam totalmente utilizados.

“No ano de 2020, em que vimos uma pandemia se instalar no nosso planeta e afetar todos os setores da sociedade, a Propp percebeu a oportunidade de mais uma vez promover o apoio aos pesquisadores da nossa Instituição. Em um ano que muitos recursos foram destinados à áreas prioritárias, como as pesquisas relacionadas ao coronavírus e à pandemia da Covid-19, a UFMS promoveu pela primeira vez uma ação específica de apoio às suas pesquisadoras, por meio do edital Mulheres na Ciência UFMS 2020”, ressalta Maria Lígia. Segundo levantamentos da Propp, no ano passado foram aprovadas 63 propostas coordenadas por 41 pesquisadoras e o total investido foi de quase R$ 150 mil. “Trata-se de uma ação afirmativa que visa a ampliação da participação feminina na liderança de projetos de pesquisa, promovendo e incrementando a participação das mulheres da UFMS em projetos de pesquisa e inovação, como uma política pública de Ciência, Tecnologia e Inovação em Mato Grosso do Sul e no Brasil”, destaca a pró-reitora.

Entre os requisitos para submissão da proposta estão: ser servidora da UFMS e pesquisadora, comprovado pela coordenação de projeto de pesquisa em andamento cadastrado na Propp, ter currículo cadastrado na plataforma Lattes do CNPq, possuir o Open Research and Contributors Identification (ORCiD), ter mestrado ou doutorado e não ter qualquer pendência junto à Pró-Reitoria. O valor máximo disponibilizado para cada proposta é de R$ 5 mil.

Pesquisadoras aprovam iniciativa

A professora e pesquisadora da Escola de Administração e Negócios Thelma Lucchese Cheung foi contemplada em 2020 com recursos e vai submeter proposta novamente neste ano. “O edital Mulheres na Ciência, lançado ano passado, representou o interesse e a força dada pela Propp e pela UFMS aos trabalhos de pesquisa conduzidos por suas professoras pesquisadoras. O acesso ao recurso financeiro possibilitou que artigos científicos fossem traduzidos e revisados, aumentando a chance de aprovação em boas revistas internacionais. O lançamento de um novo edital é, para mim, uma ótima oportunidade de divulgação mais eficiente dos resultados das minhas pesquisas”, comenta Thelma.

“Desde o início da pandemia foi desafiador para mim que sou mãe-esposa-professora-pesquisadora continuar desempenhando com maestria todas essas funções em trabalho remoto. A UFMS por meio do edital Mulheres na Ciência valorizou e incentivou ainda mais as mulheres da comunidade acadêmica. Com o lançamento desse edital percebi a oportunidade para garantir a continuidade dos trabalhos de pesquisa e desenvolvimento da carreira. Dessa forma, a aprovação do recurso proporcionou um upgrade no laboratório de Entomologia do campus, auxiliando os estudos com agentes de controle biológico de pragas agrícolas”, fala a professora do Campus de Chapadão do Sul (CPCS) Elisângela de Souza Loureiro. Segundo ela, foi elaborada proposta tentando responder se existe efeito sinérgico entre entomopatógenos e insetos entomófagos no manejo do complexo de lagartas na cultura da soja. “O projeto está cadastrado no SigProj. Os resultados culminaram na publicação do manuscrito Selectivity of Entomopathogenic Fungi to Chrysoperla externa (Neuroptera: Chrysopidae, na revista Insects, um dos principais periódicos na área de Entomologia no mundo”, destaca Elisângela.

Para a pesquisadora do Campus de Aquidauana Ana Graziele Lourenço Toledo o edital foi uma oportunidade importante e serviu para apoiar a produção e divulgação dos resultados de pesquisas. “Trabalho com o efeito da inovação sustentável na competitividade regional e um dos levantamentos que fazemos no projeto de pesquisa é sobre propriedade industrial e indicações geográficas. Produzimos três trabalhos em 2020 sobre essa temática e o edital nos auxiliou nos custos de participação e apresentação em eventos científicos. Conseguimos um feedback muito positivo sobre o estudo desenvolvido. Um deles, inclusive, teve indicação para fast track. Isso foi muito gratificante pra mim, enquanto pesquisadora, e evidencia como é relevante o apoio dado pela UFMS, em especial o apoio às mulheres”, enfatiza. Fast track é um sistema mais ágil para publicação em periódicos, no qual os trabalhos científicos indicados recebem atenção prioritária dos editores, sendo encaminhados para avaliação dos pareceristas mais rapidamente.

“Achei muito importante a iniciativa não só pelo estímulo dado às pesquisadoras da UFMS na forma de auxílio financeiro para aquisição de bens de custeio, mas, principalmente, pela oportunidade de divulgar para a comunidade em geral as pesquisas desenvolvidas na Universidade através de uma linguagem simples, clara e, portanto, acessível à toda a população. Hoje, mais do que nunca, é preciso entender e valorizar a importância da Ciência como o principal fator que contribui para o desenvolvimento humano em todas as áreas de conhecimento”, avalia a professora do Instituto de Química (Inqui) Fernanda Rodrigues Garcez. A pesquisadora explica que o projeto vinculado à proposta do edital é um dos desenvolvidos no Laboratório de Pesquisa de Produtos Naturais Bioativos do Inqui e envolve o estudo químico detalhado de amostras de própolis produzidas nos diferentes biomas de Mato Grosso do Sul, compreendendo os processos de extração, isolamento, purificação e determinação estrutural de seus constituintes químicos. O projeto é desenvolvido com a parceria de pesquisadores da Faculdade de Ciências Farmacêuticas, Alimentos e Nutrição da UFMS e da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul. “Os recursos financeiros liberados contribuíram para a aquisição de solventes orgânicos e material cromatográfico empregados nos processos de extração, fracionamento, purificação e determinação estrutural dos componentes das amostras de própolis”, comenta Fernanda.

Saiba mais

Todas as informações para submissão de propostas podem ser conferidas no edital. Para dúvidas ou esclarecimentos encaminhar e-mail para dipeq.propp@ufms.br. O lançamento do edital Mulheres na Ciência também é uma ação da campanha Eu Respeito.

Eu Respeito!

UFMS, a nossa Universidade!

 

Confira abaixo o edital:

edital 30-2021

Download (PDF)

 

Texto: Vanessa Amin, com colaboração das estagiárias da Agecom Vitória Fátima (CPCS) e Juliana Ovelar (CPAQ)

Compartilhe:
Veja também