II Simpósio de História

Postado por: Rafael Melcher

Programação do Simpósio

Caderno de Programação e Resumos

 

II Simpósio de História, Cultura & Política: Olhares sobre a Diversidade

 

No ano de 2011 o Curso de Graduação em História do Campus de Aquidauana da Fundação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul realizou nas dependências desta instituição o I Simpósio de História, Cultura & Política: o Historiador, suas Fontes e Acervos. Ambicionávamos, à época, discutir o ofício do historiador a partir do que torna nosso discurso referenciado externamente, ou seja, o documento.

 

Para o ano de 2012, discutimos de forma a tornar a diversidade nosso principal enfoque para o diálogo.

 

A diversidade, em seus múltiplos domínios, vem provocando um notável interesse desde o final do século XX. Verificam-se diferentes formas de intervenção e de práticas cognitivas, sociais e políticas procedentes dos mais diversos campos. A presente proposta deste II Simpósio de História, Cultura e Política insere-se no esforço de se contribuir com a questão enfocada, considerando o campo da História e da Educação, como lugares privilegiados capazes de produzirem conhecimento, atitudes e o desenvolvimento de competências interculturais, isto é, capacidades necessárias para um relacionamento adequado com os que são diferentes de nós. Além disso, volta-se para as representações que recebem da mídia (jornais, revistas e televisão). O evento encontra-se estruturado sob a forma de conferências com debates, mesa redonda, oficinas de ensino, mini-cursos, apresentação de pesquisas sob a forma de simpósios e exposições (fotografias e banner). A diversidade pode e deve ser tratada sob os mais diversos ângulos: do desenvolvimento de competências interculturais, da construção de atitudes positivas, da produção de conhecimento sobre grupos socialmente frágeis, da criação de um acervo de memória comum que inclui grupos minoritários, ou alvos de preconceitos, da melhoria dos ambientes educacionais e escolares, da preservação de línguas em perigo de desaparecer, da preservação de ambientes naturais dos quais populações tradicionais dependem para sobreviver.

 

Não obstante a notável visibilidade das questões relativas à diversidade (em qualquer âmbito) nota-se, sobretudo, que a complexidade da temática não pode ser resolvida simplesmente pela vontade ou discurso político. Ainda, constata-se que, não obstante a consciência parecer ter sido banalizada, graças à globalização dos intercâmbios e à maior receptividade das sociedades, isso não tem garantido a preservação e o respeito à diferença. Partindo-se do pressuposto de que as perspectivas da diversidade estão cada vez mais associadas às práticas geradas no campo educacional, este II Simpósio de História, Cultura e Política se dispõe a discutir a temática a partir dos campos da História, como lugar de produção de conhecimentos e da Educação, essa entendida não meramente como transmissão de informações, mas acima de tudo, como dispositivo de formulação do conhecimento, de atitudes, valores e de orientação de práticas que configuram o mundo social. Nesse sentido, o evento oferece a oportunidade de discussão, reflexão e tomada de posição frente as questões da diversidade, na perspectiva de contribuir para a realização de um efetivo convívio com a diferença, mais generoso e libertador.