Histórico – Turismo

HISTÓRICO

O Curso de Bacharelado em Turismo do Campus de Aquidauana foi criado em1999 pela Resolução COUN/UFMS n° 75, de 21.12.1999, com aprovação de seu currículo pleno em 13 de março de 2000, pela Resolução COEP/UFMS n.º 17, e autorizado a funcionar a partir do ano letivo de 2000 (Resolução CAEN nº 17/2000), no turno matutino. Com carga horária total de 1751 horas aulas, distribuídas ao longo de 3 anos, com tempo máximo para integralização dos créditos de apenas 4 anos, em consonância com a legislação vigente até esse período do Conselho Federal de Educação/CNE, que estipulava uma carga horária de apenas 1600 horas aulas. O curso foi reconhecido por quatro anos após a avaliação MEC/ INEP n. 4743 em 24/06/2004 e publicação da Portaria n. 3.535 de 29 de outubro de 2004.
 
Para se adequar à nova diretriz curricular para o curso de graduação em Turismo estipulada pela Câmara de Educação Superior do Conselho Nacional de Educação Superior do Ministério da Educação, através da aprovação do Parecer 0288/2003, CES/CNE, aprovado em 06/11/2003, foi apresentada esta nova proposta. A solicitação da criação do Curso de Turismo no Câmpus de Aquidauana deveu-se pela falta de profissionais habilitados nesta área para planejar e gerenciar as atividades turísticas do Estado de Mato Grosso do Sul, impulsionado pelo Plano Estadual Plurianual de Governo do Mato Grosso do Sul para o período de 2000 a 2020, denominado MS 2020 e pela ansiedade da sociedade regional, que almeja o desenvolvimento sustentável do Pantanal sul-mato-grossense. Outro crescente campo de trabalho para esses profissionais, consciente na carreira acadêmica, podendo atuar como professores nas instituições particulares e técnicas de ensino superior e profissionalizante existentes no Estado e que oferecem curso.
 

NECESSIDADE SOCIAL

O curso de Turismo – da Fundação Universidade Federal de Mato Grosso do Su,l campus de Aquidauana, atende acadêmicos oriundos da própria cidade de Aquidauana e, ainda, de Anastácio, Campo Grande, Miranda, Dois Irmãos do Buriti, Bodoquena, Nioque, Guia Lopes da Laguna, Antônio João e Bela Vista e Porto Murtinho. O estado de Mato Grosso do Sul esteve, por décadas, desprovido de um curso de Bacharelado em Turismo. Hoje conta com poucos cursos superiores em universidades particulares e apenas três cursos superiores em Turismo na rede pública (UFMS-  campus Aquidauana e UEMS – campus Dourados e Campo Grande).
Atualmente, a sociedade contemporânea, possui maior tempo livre devido as facilidades tecnológicas que agilizam o sistema produtivo, propiciando maior tempo para o lazer e as atividades de entretenimento. Tendo o Turismo, a incumbência de planejar, estruturar, gerir e operacionalizar tais atividades.
Portanto o curso de turismo da UFMS, não apenas tem como objetivo fomentar o desenvolvimento e crescimento ordenado da atividade turística no Mato Grosso do Sul como também o seu planejamento, pesquisa e gerenciamento dentro de uma ótica de sustentabilidade e valorização da sociedade e da cultura regional, incluindo a riqueza da cultura indígena deste Estado. Como também, para contribuir para que a cidade de Aquidauana se consolide como um importante centro universitário para o Estado.
Não bastassem essas observações para justificar a reformulação e manutenção do Curso de Graduação em Turismo no campus de Aquidauana da FUFMS, alguns condicionantes de ordem geográfica, econômica, política e cultural do estado de Mato Grosso do Sul, demonstram a abertura de um leque de possibilidades de atuação profissional aos graduados nos diversos campos das chamadas ciências humanas e sociais aplicadas, entre as quais se inclui o Turismo. O intercâmbio direto do estado com países vizinhos componentes do Mercosul, a implantação do gasoduto Paraguai-Bolívia-Brasil, os esforços no sentido de inserir o estado no circuito turístico nacional e internacional, são alguns dos fatores que ensejam não só a possibilidade – e a necessidade – da ampliação de pesquisas de inúmeros aspectos relativos ao turismo regional e sua conseqüente articulação à história do país e do continente, como transformam o turismólogo em elemento fundamental nos estudos de impactos econômicos e sociais, na formulação e execução de projetos de políticas públicas de turismo, de gestão do patrimônio artístico cultural, etc. Em suma, no atual estágio de desenvolvimento global, o domínio do Turismo assume dimensões efetivamente estratégicas.
 

OBJETIVOS

  •  Formar cidadãos plenos em sua capacidade crítica e humanística, de interpretar, trabalhar e transformar a realidade sócio-territorial de suas esferas de atuação.
  • Formar profissionais capazes exercer as atividades ligadas ao planejamento, organização, gerenciamento e execução de ações que envolvem o Turismo, com espírito crítico, de modo a contribuir para a sociedade, desenvolvendo atividades de pesquisa, valorizando os conhecimentos adquiridos no decorrer do curso;
  • Permitir a educação permanente na área de ciência aplicada e particularmente no mercado de trabalho do profissional em turismo, permitindo a instrumentalização do patrimônio histórico-cultural, educacional, teórico e ambiental, buscando a consonância com as questões sociais da atualidade, e acrescenta ainda o viés do desenvolvimento sustentável das atividades turísticas;
  • Estar atento às questões contemporâneas que afetam a qualidade de vida em sentido amplo e a manutenção da diversidade cultural.Formar profissionais capazes de fazer uma leitura no planejamento dos espaços turísticos;
  • Preparar futuros pesquisadores para investigação sistemática de alternativas culturais e ambientais ao modelo de desenvolvimento econômico vigente;
  • Estabelecer uma base técnica de pesquisas e estudos aplicados, no âmbito da realidade regional sul-mato-grossense, de maneira a viabilizar propostas gestivas de desenvolvimento territorial;
  • Realizar um modelo de educação superior pautado pela permanente interatividade aluno-academia – instituições não governamentais.

 

CARACTERÍSTICAS GERAIS

Curso: Turismo
Modalidades do Curso: Bacharelado em Turismo
Títulos Acadêmicos Conferidos: Bacharel em Turismo
Título profissional: Turismólogo
Modalidade de Ensino: Presencial
Regime de Matrícula: Regime de Créditos, semestral
Tempo de Duração: (CNE: mínimo de 06 semestres; UFMS: mínimo de 6 semestres; UFMS: máximo de 10 semestres)
Bacharelado
Mínimo: 06 semestres
Máximo: 10 semestres
Carga Horária:CNE: 2.400 horas; UFMS: 2890 horas
Carga Horária Total do Curso: Bacharelado em Turismo: 2890 horas
Número de Vagas: 30 vagas
Número de Turmas: 03 turmas (entrada anual, matrícula semestral)
Turno de Funcionamento: Matutino (de segunda-feira à sábado)
Local de Funcionamento: Unidade II do Campus de Aquidauana